• 20 Jul 2020

Notícias sobre vacina animam investidores e Ibovespa sobe

Investidores ajustam posições em dia de agenda esvaziada

Por: Valor

Fonte: Valor

As notícias envolvendo testes bem sucedidos de vacinas contra o coronavírus deram impulso ao Ibovespa após uma abertura bastante volátil. Na última hora o índice passou a subir com força e às 13h14 avançava 1,03%, aos 103.953 pontos.

Nas máximas, foi aos 104.008 pontos, dando dimensão do apetite dos investidores por risco. O giro financeiro também é alto e já soma R$ 8,4 bilhões, acima do esperado para o horário.

A busca por ativos de risco ganhou suporte após notícias de que uma vacina contra o coronavírus desenvolvida na Universidade de Oxford é segura e produziu os efeitos esperados durante ensaios clínicos com voluntários saudáveis.

Além disso, uma outra vacina experimental, desta vez desenvolvida pela BioNTech e pela Pfizer, também apresentaram resultados satisfatórios.

A leitura dos investidores é de que com avanços significativos em mais de uma vacina, a solução contra o coronavírus poderá chegar antes do previsto e sem dependência de uma única empresa produtora, o que permitiria produção e distribuição em larga escala no mundo. Assim, o foco seria não mais no combate à doença e sim nos esforços para a recuperação das economias. 
Neste contexto, que também tem auxílio das taxas de juros historicamente baixas, o destaque do dia fica por conta do noticiário corporativo, responsável pelas maiores altas do dia: TIM ON (7,45%), Telefônica Brasil PN (7,22%), Via Varejo ON (6,95%) e Marfrig ON (5,20%). Minerva ON (3,23%) também tem ganhos expressivos.
A procura pelas ações das companhias de telefonia acontece após a Oi ter recebido pelo menos duas propostas de aquisição pelos seus ativos de telefonia móvel. Em fatos relevantes divulgados no sábado, TIM, Claro e Vivo formalizaram uma oferta conjunta pelo negócio de telefonia celular da Oi, à venda pelo preço mínimo de R$ 15 bilhões.

Analistas do mercado têm visto o negócio com bons olhos, avaliando que a oferta conjunta dá mais potência financeira às empresas interessadas no ativo, especialmente se for necessário aumentar consideravelmente o valor da oferta. Além disso, tal estrutura facilitaria a aprovação regulatória. Outro analista, que prefere não ser identificado, afirma que a oferta aconteceu mais rápido do que o mercado esperava. 

Já a Via Varejo sobe após publicar seus dados operacionais mais recentes via Twitter. Entre maio e junho, a varejista registrou alta de 2500% nas vendas de câmeras e games, de 1900% na categoria de televisores, ganhos de 1500% em equipamentos de som, avanço de 750% em fornos e fogões e mais de 300% em lavadoras e refrigeradores. Os itens de informática e escritório subiram 1400% nas vendas. Os números são comparações com o mesmo período de 2019 e também ajudam a impulsionar Magazine Luiza ON (4,89%) na expectativa de que a companhia também traga dados operacionais bastante robustos.

Já as empresas do setor frigorífico avançam após a revista "Exame" informar que as companhias estudavam uma fusão antes da paralisação das atividades em função da pandemia de coronavírus. A expectativa do mercado e que justifica a compra das ações é que as negociações voltem a esquentar conforme a recuperação econômica aconteça.

Com a Exchange você realiza as suas operações de Importação, Exportação, Remessas Internacionais e Pagamentos e Recebimentos de Fretes com tarifa zeroClique aqui e confira!

Fonte: https://valor.globo.com/financas/noticia/2020/07/20/aps-abertura-em-baixa-ibovespa-inverte-direo-e-opera-em-leve-alta.ghtml