• 28 Jun 2019

17 dicas de viagens internacionais para quem nunca saiu do país

Confira as dicas que separamos para você não ter nenhum imprevisto em sua primeira viagem internacional.





A primeira viagem internacional a gente nunca esquece! Mas o que é muito fácil de esquecer são as simples coisas, porém fundamentais, para que esses dias de glória não se tornem um verdadeiro desastre. E para colaborar com os seus preparativos, fizemos uma lista básica do que você mais precisa saber durante a sua organização:  

1. Tenha a sua documentação em dia




Em uma viagem internacional, é de suma importância ter o passaporte dentro da validade. Verifique se o documento não está prestes a vencer (é necessário renová-lo pelo menos 6 meses antes do vencimento) ou se o visto para o país de origem já foi garantido. Viagens dentro do Mercosul pedem RG com menos de 10 anos de emissão.

2. E não esqueça deles em hipótese alguma



Seu passaporte é a sua identidade, e sem ele você não passa por nenhuma alfândega. Portanto, já garanta que toda a sua documentação esteja muito bem guardada em sua bolsa ou bagagem de mão.

3. Faça uma pastinha com toda a papelada de reservas, passagens, etc.



Imprima todos os vouchers, comprovantes e reservas de hotéis, passeios, restaurantes, passagens e coloque tudo em uma pasta. Se caso o sistema falhar, ao menos você tem uma via impressa para comprovar a compra do serviço. Não é sempre que isso acontece, mas pode ser que na imigração algum funcionário peça esses documentos a você, portanto: é sempre bom ter tudo em mãos.


4. Providencie um seguro viagem



A gente nunca sabe o que pode acontecer durante uma viagem, e não é em todo país que o sistema de saúde é acessível a todos. Portanto, não conte com a sorte e invista em um seguro viagem que te ofereça essa cobertura. As agências de viagem parcelam este serviço e acaba nem pesando no orçamento. Algumas operadoras de cartão de crédito também oferecem seguro viagem quando a passagem é comprada por este meio. Vale a pena dar uma conferida.

5. Monte sua mala de mão funcional



Um agasalho, kit higiene (sempre averiguando os produtos que podem ser levados na nécessaire), livro, revista, iPod ou qualquer outra forma de entretenimento são sempre bem vindos. E para casos emergenciais, também é uma boa providenciar uma troca de roupa. Nunca se sabe se sua bagagem será extraviada.

6. … e escolha roupas confortáveis para usar durante o voo



Nada de saltos, sapatos apertados, roupas que pinicam nem nada disso: o segredo é ir o mais confortável possível.

7. Leve somente o essencial em sua bagagem



Isso facilitará a sua vida na hora de carregar a sua mala, te poupará dinheiro evitando um possível excesso de bagagem e ainda garantirá um espacinho para trazer lembrancinhas da sua viagem.

Na bagagem de mão, você não pode levar garrafas cheias de água, frascos com mais de 100ml (seja perfume, desodorantes aerosol, pasta de dente etc.) e objetos cortantes.


8. Baixe o aplicativo de sua cia aérea



Assim você pode conferir os horários dos vôos e até fazer check-in pelo celular.


9. Chegue no aeroporto com bastante antecedência



Como as cias aéreas costumam mudar horários e portões de embarque a todo momento, chegar bem antes te dará a vantagem de saber de tudo isso a tempo, e ainda poder fazer check-in, despachar as malas tudo com tranquilidade.

10. Informe-se atentamente sobre escalas e conexões do seu voo



Conexão é uma coisa, escala é outra. No caso da primeira alternativa, você precisará descer do avião, embarcar de novo, passar mais uma vez pelo raio-x e subir em outro avião. Já na escala o avião só precisará abastecer e/ou receber mais passageiros, logo, não precisará descer da aeronave.

11. Providencie a moeda local de seu destino antes de viajar



Para não correr o risco de ficar sem dinheiro por não conseguir sacar em seu destino final, o melhor é levar ao menos uma quantia emergencial em espécie para garantir.
Compre sua moeda estrangeira pela melhor taxa do mercado clicando aqui!

12. Garanta o limite de seu cartão de crédito



Para usar o cartão de crédito em outro país é necessário ter uma bandeira internacional, e pedir para o gerente de seu banco liberar o uso no exterior. Mesmo que a sua intenção não seja usá-lo, é sempre bom tê-lo na carteira, caso haja alguma emergência.

13. E se não quiser andar com dinheiro em espécie, providencie um cartão pré pago



Eles podem ser adquiridos na própria casa de câmbio e servem como cartão de débito. Alguns modelos permitem até a realização de saque em um caixa eletrônico. É a maneira mais segura de transportar altos volumes no exterior. Faça uma cartão do seu cartão pré pago internacional clicando aqui!

14. Caso não tenha domínio do idioma de seu destino, baixe um aplicativo de tradução



Ele pode não oferecer muita agilidade em uma conversa, mas será uma mão na roda para entender o cardápio de um restaurante ou alguma placa de sinalização.

15. Não esqueça de montar o seu roteiro



Você poupará (e aproveitará) muito tempo organizando os locais que deseja conhecer em um plano de viagem. Isso pode ser montado de acordo com os horários de funcionamento, disponibilidade de serviços e até mesmo com a previsão do tempo. É frustrante chegar em um lugar e não ter mais ingresso, ou tempo suficiente para conhecer tudo.

16. Se for alugar um carro, informe-se sobre o tramite e também sobre as regras de trânsito do local



Locadoras de carros costumam ter certas burocracias, como liberar o aluguel do veículo somente para maiores de x anos (isso pode variar de acordo com o país escolhido), apresentar um cartão de crédito com um valor y disponível como caução (caso haja eventuais multas, passagem em pedágios, batidas e outros probleminhas, tudo será debitado nele), quem retira o carro deve ser a mesma pessoa que fez a reserva (no cartão de crédito) entre outras coisas chatinhas. E claro, aprenda as regras de trânsito local: elas podem ser muito diferentes da nossa.

17. Em alguns países, gorjeta é uma questão de educação



… e até faz parte da cultura do país, principalmente se o serviço de mesa não for cobrado na conta. Todavia, em alguns outros lugares, oferecer gorjeta pode ser um insulto. Por isso é importante estudar direitinho sobre os costumes de seu destino para evitar qualquer saia justa.

Dica adicional: Caso você tenha algum imprevisto no exterior e precisar mandar ou receber dinheiro no país de destino, com a Exchange você realiza Remessas Internacionais pela melhor taxa do mercado, em 24h. Saiba mais clicando aqui




Fonte: https://www.viajali.com.br/dicas-de-viagens-internacionais-para-quem-nunca-saiu-do-pais/